Mulher despista-se de carro em Coimbra e passa a noite em ravina. Ninguém viu (e o resgate foi complexo - temos imagens)

9 jun, 12:16

A condutora, de 48 anos, perdeu o controlo do veículo e passou a noite no fundo de um precipício. Só de manhã conseguiu encontrar o telefone e ligar para o 112

O despiste de um carro, a poucos quilómetros de Coimbra, aconteceu sem que tenha deixado marcas na estrada ou nos primeiros metros de uma longa ravina.

A ausência de sinais do acidente contribuiu para que uma mulher de 48 anos tenha passado uma noite no fundo de um precipício com cerca 100 metros.  

A condutora, e única ocupante do veículo, ficou trancada no interior do automóvel e sem saber onde estava o telemóvel.

Já depois de ter gritado por socorro, e sem obter resposta, descobriu o aparelho, que lhe permitiu ligar para o 112. Eram 6.30 de terça-feira.

Ativados os meios, foi difícil encontrar o carro despistado. Nem mesmo a triangulação das antenas de telemóvel ajudou.

Só uma chamada por WhatsApp permitiu a localização exata. 

A partir daí desenrolou-se o resgate da mulher do fundo da ravina, obrigando o INEM e os Bombeiros Sapadores de Coimbra a uma operação complexa e de elevada exigência técnica. 

O resgate revelou que a vítima apresentava sinais de desidratação, alguma desorientação e escoriações, tendo sido transportada para o hospital. 

A família, sem notícias da mulher, tinha comunicado o seu desaparecimento à GNR. 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

País

Mais País

Patrocinados