Governo diz que vai acompanhar com “total naturalidade” declaração de Marcelo ao país

Agência Lusa , JGR
4 mai 2023, 15:08
Mariana Vieira da Silva (Lusa/António Pedro Santos)

A ministra da Presidência afirmou esta quinta-feira que é com “total naturalidade e interesse” que o Governo vai acompanhar logo, às 20:00, a declaração do Presidente da República ao país.

“É com total naturalidade e naturalmente interesse que acompanharemos a intervenção do senhor Presidente da República”, disse Mariana Vieira da Silva na conferência de imprensa após o final do Conselho de Ministros que, esta quinta-feira, se realizou em Braga.

O Presidente da República vai falar ao país hoje às 20:00, dois dias depois de ter manifestado a sua discordância em relação à decisão do primeiro-ministro de manter João Galamba como ministro das Infraestruturas.

O chefe de Estado irá falar às 20:00 no Palácio de Belém, em Lisboa, disse à Lusa fonte da Presidência da República.

Na terça-feira à noite, após António Costa anunciar a decisão de manter João Galamba como ministro, Marcelo Rebelo de Sousa fez divulgar uma nota na qual afirmou que "discorda da posição deste quanto à leitura política dos factos e quanto à perceção deles resultante por parte dos portugueses, no que respeita ao prestígio das instituições que os regem".

O chefe de Estado salientou que "não pode exonerar um membro do Governo sem ser por proposta do primeiro-ministro".

Governo

Mais Governo

Patrocinados