"As crianças não se vão lembrar de tudo mas fará sempre parte de quem são”: esta família partiu à descoberta do mundo

31 jul, 12:00
Little Travelers Family, a família de pequenos viajantes partiu à descoberta do mundo (Imagem Instagram)

São a Little Travelers Family. Ricardo, Slobodanka, Sara, três anos, e Filip, um ano, estrearam-se nesta aventura a viajar um mês por Cuba. Partir à descoberta de outras culturas e lugares é a paixão dos pais e o mote para um projeto com o qual querem desmistificar a ideia de que viajar com crianças pequenas é uma tarefa muito complicada

“Mostrar aquilo de que mais gostamos a quem amamos”. A frase resume o que Ricardo Baptista e Slobodanka Jovasevic tornaram realidade há pouco mais de um mês: a Little Travelers Family. Pai e mãe loucos por viagens. Sara e Filip a seguirem as mesmas pisadas.

Mais que um projeto, a Família de Pequenos Viajantes – tradução do nome original – é o resultado de um modo de vida: viver e educar através das viagens.

Dois nómadas apaixonados por montanhas

Foi ainda jovem que Ricardo decidiu ser empresário de turismo. “Queria viajar pelo mundo, conhecer outros povos e aventurar-me por caminhos menos percorridos. Não foi uma meta fácil, demorou 15 anos até conseguir ver o meu sonho de adolescente concretizado.”

Nascida na antiga Jugoslávia e criada na Sérvia, foi Slobodanka que lançou o desafio ao marido. Saiu de casa quando terminou a universidade, para ir viver para o Brasil contra a vontade da mãe e da família. E isso mudou para sempre a sua vida. As viagens para ela são também uma paixão e a ideia do projeto nasce para lhes permitir ter mais tempo de qualidade em família.

“Foi ela que me pôs o bichinho de subir montanhas”, diz Ricardo, que sempre fui muito ligado aos desportos radicais, mas nunca tinha experimentado o trekking de alta montanha. “Juntos já subimos o Atlas de mais de 4 mil metros, em Marrocos, e o Kilimanjaro de 5.895 metros num programa incrível de oito dias. Se nos perguntarem onde queremos ir só os dois, vamos dizer que é para alguma montanha, seja inverno ou verão.”

Viajar é um verbo que conjugam com frequência e o nascimento dos filhos pouco ou nada mudou o hábito de fazer as malas a toda a hora. “Esses são os momentos (as viagens) que nos mudam e nos definem, especialmente aos mais pequenos. É verdade que eles não se vão lembrar de tudo, mas fará sempre parte de quem eles são”, afirma Ricardo que já conheceu mais de 50 países.

Antes de serem pais, Ricardo e Slobodanka percorreram Zanzibar, fizeram um safari na Tanzânia, conheceram Bonito, no estado brasileiro de Mato Grosso, escalaram o Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro, e dormiram no meio da selva da Amazónia. Foram à Islândia, a Marrocos, a Creta e à Sardenha, onde casaram. Croácia, Bósnia, Sérvia, Hungria, as montanhas Dolomitas, em Itália, e Suíça são outros dos destinos que já fizeram a dois.

Percorrer o mundo em família

Os desejos de criar memórias e pôr de lado a ideia de que é difícil fazer as malas com crianças pequenas para ir à descoberta de lugares longínquos deram origem à Little Travelers Family, já com páginas de Instagram e Facebook.

“Quando estamos a viajar, passamos 24 horas por dia em família, algo que nunca acontece no nosso dia-a-dia e rotina de casa, creche-escola-trabalho-casa-dormir. É uma incrível oportunidade de criar laços mais fortes entre pais e filhos e de ter tempo de qualidade em família. É por isso uma aposta de cada vez mais famílias, onde as férias não são só para descansar, mas também para descobrir, abrir horizontes, viver novas aventuras e experiências que podem marcar as memórias e o desenvolvimento dos nossos filhos”, acrescenta Slobodanka.

Maldivas, Tailândia, Filipinas ou Cuba, os chamados destinos paradisíacos, são muitas vezes descartados pelos pais quando fazem planos com crianças mais pequenas. Não é o caso de Ricardo e Slobodanka. “Com o nascimento dos filhotes nada mudou no que diz respeito às viagens, apenas passámos a ter um bocadinho mais de bagagem e um boa dose de gestão da logística”, explica a mãe, recordando a história da primeira viagem da pequena Sara. “Às sete semanas teve a sua primeira aventura ao voar de Portugal para a Sérvia para o celebrar os 80 anos da bisavó. E aos seis meses já tinha 24 voos e seis países desbravados”.

A pandemia acabou por travar os projetos das viagens, mas a Little Travelers Family ganhou asas. Ricardo recorda que durante o confinamento tiveram tempo para parar e desenvolver esta ideia de viajar pelo mundo em família: “É algo que já iríamos fazer de qualquer forma, mas através deste projeto temos a oportunidade incrível de incentivar outras famílias e outros pais a viajar com as nossas ideias, dicas, sugestões e principalmente partilha das experiências com os pequenotes.”

Cuba, lá vamos nós

Em maio, numa viagem de trabalho, Ricardo foi conhecer Cuba com um roteiro diferente do que já tinha feito. “Foi um circuito cultural por vários destinos durante sete dias. Foi muito curto e sempre a correr, mas deu para perceber o incrível potencial que este destino tem e totalmente inexplorado e desconhecido pela maioria dos turistas e viajantes.”

Decidido o rumo, a família partiu no final de junho depois de tudo planeado ao detalhe. A vontade é sempre “fugir ao mais típico e turístico e fazer atividades fora da caixa”. E o objetivo foi conseguido. Em Varadero dormiram num hotel de cinco estrelas perto da praia, tiveram direito a um jantar romântico a quatro com os pés na areia, fizeram um piquenique ao pequeno-almoço nos jardins do hotel e refeições no terraço da suite a ver o pôr do sol. Já em Havana, viveram o que Ricardo confessa ter sido “das melhores experiências”: “Dormimos na casa de um casal mais idoso cubano, ela professora de inglês reformada e ele engenheiro. Era uma casa muito simples e humilde. A hospitalidade, o carinho e o amor com que nos receberam foram incríveis. A Sara não para de dizer que quer voltar para casa da Fabiola, o nome da nossa anfitriã.”

Nesta viagem, a família de pequenos viajantes também foi ao mercado de Havana com um chef e aprendeu a cozinhar pratos cubanos; visitou uma escola de artes para crianças carenciadas; dançou numa escola de ballet e numa grande festa de salsa e rumba.

Experiências que marcam uma vida e que a Little Travelers Family vai continuar a partilhar, para já nas redes sociais mas no futuro também através de um blogue. O próximo destino já está marcado: a Sérvia. Sara e Filip vão conhecer melhor as origens da mãe. “Vamos explorar esta incrível parte da Europa ainda tão desconhecida, os Balcãs. E vai ser na casa da avó, numa aldeia em ambiente rural, mas mesmo ao lado da vibrante Belgrado”.

Viagens

Mais Viagens

Na SELFIE

Patrocinados