FC Porto-Vizela, 4-1 (destaques)

André Cruz , Estádio do Dragão, Porto
16 mar, 22:47
Francisco Conceição marcou ao Vizela (EPA/MANUEL FERNANDO ARAÚJO)

Façam uma tarja para o Chico

A FIGURA: Francisco Conceição

O grande agitador da equipa. Desequilibrou por diversas vezes, com dribles imprevisíveis, quer na primeira, quer na segunda parte. Aos 49 minutos, arrancou o segundo amarelo a Lacava com uma mudança de velocidade na frente do venezuelano. Cinco minutos depois, apontou um grande golo, com um remate de fora da área, num registo habitual. Num dia em que tanto se falou de tarjas, talvez seja boa ideia arranjar uma para o camisola 10.

O MOMENTO: Lacava estende a passadeira, 49m

Nem cinco minutos depois do intervalo, Lacava, que já tinha amarelo, não soube reagir à irreverência de Conceição e derrubou-o junto à linha lateral. Deixou a equipa em inferioridade e o nervosismo do FC Porto tornou-se em confiança para ir em busca da vitória.

OUTROS DESTAQUES

Pepe

Depois da fantástica exibição em Londres, o capitão do FC Porto fica marcado por um erro gravíssimo, que deu o golo do Vizela. Após o cruzamento de Essende, teve tempo e espaço na área para aliviar a bola, mas teve uma má abordagem, desentendeu-se com Diogo Costa e fez autogolo. O estádio, pelo menos, perdoou de imediato, com aplausos e gritos de incentivo.

Pepê

O autor do golo da reviravolta. Muito interventivo durante toda a partida, com diversas movimentações no corredor central, foi através de um desses comportamentos que se colocou em boa posição para o 2-1, também beneficiando de um excelente passe de Namaso. Teve de fazer diversas posições na segunda parte e cumpriu, força da sua polivalência.

Essende

A grande figura da época do Vizela foi também o principal destaque dos minhotos no Dragão. Deixou belos pormenores na retina, como um chapéu a Otávio a meio-campo (14m). De resto, ganhou bem no duelo com o central brasileiro, como no lance do 1-0, em que aguenta a carga até ao cruzamento que resulta no autogolo de Pepe.

Fabijan Buntic

Se há alguém culpado por esta derrota, certamente não é o guarda-redes do Vizela. Enorme exibição no Dragão, a travar vários remates dos portistas, sobretudo de meia distância.

Relacionados

Patrocinados