Covid-19: Espanha regista 6.667 casos diários, o número mais elevado desde setembro

17 nov, 22:33
Covid-19 em Espanha
Covid-19 em Espanha

Pressão nas unidades de cuidados intensivos atingiu na quarta-feira os 4,9%, perto do limite de risco

PUB

Espanha registou 6.667 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, o número mais elevado desde 3 de setembro, e a pressão nas unidades de cuidados intensivos atingiu na quarta-feira os 4,9%, perto do limite de risco.

Segundo os dados mais recentes divulgados pelo Ministério da Saúde espanhol, a pressão nas unidades de cuidados intensivos (UCI) subiu três décimas desde terça-feira, cujos dados não contemplavam a atualização de Navarra e a comunidade valenciana.

PUB

O número de internados em hospitais subiu uma décima, sendo agora de 1,8%, ainda abaixo do limite de risco de 2%. Nas UCI, o limite de risco é de 5%.

Em Espanha há 2.260 doentes internados, mais 94 do que terça-feira, sendo que 447 (mais 20) estão em UCI.

Nas últimas 24 horas registaram-se mais 30 mortes, o que eleva o número para 101 mortes nos últimos sete dias e 87.775 desde o início da pandemia.

A incidência acumulada de contágios a sete dias subiu de 50,8 para 55,6 casos por cada 100.000 habitantes, e a taxa de positividade passou de 4,1 para 4,2%.

PUB
PUB
PUB

O aumento das infeções fez com que a Andaluzia já não esteja nos níveis de baixo risco (para regiões com uma incidência inferior a 50 casos), sendo agora de 51 casos.

Navarra está perto do risco extremo (mais de 250 casos), com uma incidência de 247.

Todas as comunidades registaram um aumento da transmissão da covid-19 e apenas as Astúrias permanecem em níveis de baixo risco.

Entre os menores de 11 anos, faixa etária dos não vacinados, a incidência aumentou para os 141 casos, embora nas faixas com alto índice de vacinação, como entre os 40 e 49 anos, esta seja de 113, no grupo de 30 a 39 anos de 101, e entre os 60 e 69 anos de 91,6.

A covid-19 provocou pelo menos 5.113.287 mortes em todo o mundo, entre mais de 254,29 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

PUB
PUB
PUB

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa