Auxílio à imigração ilegal: clube algarvio e um dirigente arguidos

20 dez 2021, 17:27
Bola e baliza (Thomas Kienzle/AP)
Bola e baliza (Thomas Kienzle/AP)

Operação “Palanca” incide sobre a entrada e permanência de jovens oriundos da África Austral e da América do Sul

PUB

Um clube de futebol algarvio, em Loulé, bem como um dirigente desportivo, foram constituídos arguidos por suspeitas de auxílio à imigração ilegal, informou esta segunda-feira o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Em comunicado, o SEF explica que, na sequência do cumprimento de um mandado de busca, foram detetadas, durante a investigação que culminou na operação “Palanca”, «várias entradas e permanências irregulares de jovens jogadores de futebol oriundos da África Austral e da América do Sul, com destino ao clube em apreço».

PUB

«Foram ainda detetados vistos inadequados para a finalidade da prática desportiva amadora e cartas convite simuladas, com informação sobre objetivos da estada pretendida que não os reais propósitos da permanência em Portugal».

Segundo o SEF, foi apreendida documentação, nomeadamente, «cartas convite, inscrições em provas desportivas oficiais, pedidos de legalização fraudulentos e contratos de trabalho presumivelmente falsos, bem como documentação comprovativa de avultadas transferências financeiras internacionais».

PUB
PUB
PUB

A investigação do caso prossegue sob coordenação do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Ministério Público de Loulé.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados