«Quero renovar com o Milan, mas também posso ir para um destino exótico»

23 jan, 12:26
França-Polónia

Olivier Giroud abordou o futuro, recordou a final do Mundial 2022 e explicou a relação que tem com Karim Benzema

Em final de contrato com o AC Milan, Olivier Giroud pretende permanecer em Milão apesar de não fechar a porta a uma ida para a MLS.

«Quero renovar com o AC Milan. Consegui conquistar o coração dos adeptos com a conquista do Scudetto. Estamos a conversar sobre o assunto. Se for possível terminar a carreira ao mais alto nível, assim farei. Posso também ir para um destino mais exótico, sempre gostei da MLS», referiu, em entrevista ao Canal Plus.

O avançado, de 36 anos, admitiu que a final do Mundial 2022 perdida para a Argentina ainda dói. «Até essa altura [minuto 40 da final] estava a fazer uma prova muito boa. Fiquei desapontado e surpreendido por ter saído da final ainda na primeira parte, mas entendo que foi uma decisão tática. Vivi um misto de sentimentos, mas fiquei sempre do lado dos meus companheiros. Estou de volta ao Milan, mas [a derrota] ainda magoa o meu coração», confessou.

Giroud não deixou nada por dizer e abordou a relação com Karim Benzema e a dispensa do jogador do Real Madrid da seleção francesa por lesão ainda antes do arranque do Campeonato do Mundo. 

«O Karim ia ser o número um e eu o 'joker'. Era simples. Foi um golpe duro [a saída do Benzema], mas não alterou o ambiente no grupo. Esse ambiente já existia quando o Karim lá estava. Muitos disseram e escreveram o contrário, mas não é verdade. Não tivemos oportunidade de nos despedirmos dele. Enviei-lhe uma mensagem a dizer que estava desapontado por ele. Fui honesto. Muitas vezes alguém beneficia com as lesões dos clubes, neste caso, eu fui beneficiado. Mas nunca fiquei feliz ou aliviado por o Benzema se ter lesionado», frisou.

 

Relacionados

Patrocinados