Três fogos ativos, cinco em resolução, 30 em conclusão: o ponto de situação dos incêndios

Agência Lusa , BC
23 ago, 09:42
Incêndio em Vila Real (Lusa/ Pedro Sarmento Costa)

Incêndio de Mesão Frio, em Vila Real, é o que mais meios mobiliza na manhã desta terça-feira

Mais de 80 operacionais combatiam às 09:00 três incêndios ativos em Portugal continental, sendo o de Rojão do Meio, em Mesão Frio (Vila Real), o que mais meios mobilizava, segundo o ‘site’ da Proteção Civil.

Os incêndios em curso pelas 09:00 nos distritos de Vila Real e Porto estavam a ser combatidos por 85 operacionais, 26 meios terrestres e três meios aéreos.

De acordo com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), à mesma hora, estavam em resolução cinco fogos, com 363 operacionais, apoiados por 112 viaturas.

Às 09:00, o incêndio que deflagrou no domingo em Rojão do Meio, em Mesão Frio, no distrito de Vila Real, continuava ativo e a mobilizar 80 operacionais, com o apoio de 25 veículos e três meios aéreos.

Segundo a ANEPC, às 09:00 encontravam-se em conclusão 30 fogos, envolvendo 894 elementos das forças de socorro e segurança, com o apoio de 295 veículos e um meio aéreo.

80 concelhos em risco máximo de incêndio

Mais de 80 concelhos dos distritos de Vila Real, Aveiro, Bragança, Guarda, Coimbra, Santarém, Castelo Branco, Portalegre e Faro apresentam esta terça-feira perigo máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental em perigo muito elevado e elevado de incêndio rural.

Segundo o instituto, o perigo de incêndio rural vai manter-se elevado em algumas regiões do continente pelo menos até sábado.

País

Mais País

Patrocinados