Arouca-Boavista, 2-1 (crónica)

Redação Maisfutebol , Estádio Municipal de Arouca
27 nov 2021, 20:33

A estreia de sonho de Antony aumenta agonia das panteras

PUB

*Por Rui Santos

O estreante Antony, já em tempo de compensação, deu a estocada num Boavista que lutou muito pelo empate, mas acabou derrotado num lance confuso.

PUB

O triunfo ajusta-se a um Arouca mais esclarecido, que atacou mais e melhor, mas que bloqueou após o empate das panteras a abrir o segundo tempo. 


João Pedro Sousa abordou o jogo com uma linha de três defesas, mas não demorou sequer dez minutos a desfazê-la, tal era a facilidade com que o Arouca se infiltrava no setor mais recuado dos axadrezados. No meio de tanto ajuste, e já depois de um sério aviso deixado por Bukia, Oday Dabbagh cabeceou para o 1-0, sem grande oposição adversária.


O Arouca nunca perdeu o controlo do jogo, ainda que o Boavista também tenha conseguido ser perigoso no ataque. Um remate cruzado de Gorré e uma saída em falso do estreante Norbert deixaram os locais de sobreaviso, eles que também podiam ter ampliado a vantagem antes do intervalo, mas Alireza travou as intenções de Arsénio por duas vezes no mesmo lance.


O reatamento trouxe a melhor face do Boavista no jogo. De garras afiadas no ataque, as panteras lançaram-se em busca do empate, que surgiu ao minuto 53, por Mura. Antes, Yusupha atirou em arco, mas a bola falhou o alvo por escassos centímetros.

PUB
PUB
PUB


Com tudo a voltar à estaca zero, houve mais calculismo, de parte a parte, tornando a segunda parte num jogo de equilíbrios, com poucas oportunidades de perigo junto das duas balizas. Ainda assim, era o Arouca quem mais arriscava no ataque e, quando o empate parecia certo, um lance de insistência na área do Boavista valeu a Antony o momento da noite. 

Relacionados

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Patrocinados