Rio sem simpatia por Trump nem Ventura: “Ninguém pode ter medo de eu aceitar o que quer que seja contra a liberdade"

28 dez 2021, 16:02

Tem alguma simpatia por Donald Trump? "Não, não, não, por amor de Deus." Nem por André Ventura e o Chega. Rui Rio garante que nunca fará nada contra os princípios da liberdade e do Estado de Direito

PUB

Tem alguma simpatia por Donald Trump? "Não, não, não, por amor de Deus", responde Rui Rio. E por André Ventura e pelo Chega? "Não, não, não", acrescenta já sorrindo.

São respostas de Rui Rio à CNN Portugal, numa entrevista que será transmitida esta terça feira à noite no canal, depois das 22 horas.

PUB

"Ninguém pode ter medo de eu aceitar o que quer que seja, de qualquer partido, de qualquer interesse, do que quer que seja, contra aquilo que são os princípios fundamentais da liberdade, do Estado de Direito, da solidariedade, do respeito pelas minorias". Rui Rio responde assim, quando confrontado sobre se eleitores que nele votarem podem ter a certeza de que não fará acordos com o Chega se tal for necessário para fazer uma maioria de direita.

Rio nega ser populista e contrapõe argumentando que muitas vezes são os média os populistas:  

“Traço populista é o que faz a comunicação social quando mete na primeira página do jornal, na prática, uma condenação de alguém que ainda nem julgado foi nem acusado está. Isso é que é populismo.  Eu sou contra o populismo".

PUB
PUB
PUB

As respostas parte de uma entrevista exclusiva à CNN Portugal. Esta é a segunda de uma série de quatro conversas diárias com líderes partidários, conduzidas pela jornalista Anabela Neves. Trata-se de conversas de perfil político num registo descontraído, caminhando por lugares importantes na atividade política dos políticos convidados.

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Patrocinados