FC Porto: resultado do Sporting pode selar pior registo na «Era Pinto da Costa»

15 abr, 21:12
Desilusão dos jogadores do FC Porto após a derrota com o Estoril (ANTÓNIO COTRIM/Lusa)

Azuis e brancos em risco de ficar matematicamente arredados do título a cinco jornadas do fim, o que nunca aconteceu nos últimos 50 anos

Enquanto a Liga se aproxima do final da temporada, as contas na corrida pelo título vão ficando cada vez mais fechadas.

Isto pode significar o «selar» de um registo negativo histórico para o FC Porto. Com 59 pontos e no terceiro lugar do campeonato, os azuis e brancos estão a 15 da liderança. A noite desta terça-feira pode, por isso, ser de má memória para o clube, já que caso o Sporting pontue diante do Famalicão, os dragões ficam matematicamente arredados do título quando ficam a faltar cinco jornadas para o final.

A confirmar-se, esta será a pior prestação do FC Porto em toda a «Era Pinto da Costa», tendo em conta que supera o registo da temporada 2013/14, quando a luta pelo campeonato deixou de ser possível a quatro jornadas do fim. Na altura, o Benfica foi campeão, com Jorge Jesus no comando técnico e 15 pontos de desvantagem deixaram os dragões, primeiro de Paulo Fonseca e depois de Luís Castro, fora das contas do campeonato.

Isto porque, com 15 pontos de atraso, o facto dos azuis e brancos jogarem com o Benfica apenas na última jornada impediu que o confronto direto pudesse ser aplicado neste caso.

Se recuarmos na história, ela mostra-nos outras alturas em que o FC Porto ficou arredado da luta pelo título a poucos jogos do fim. Em 2015/16, com 12 pontos de desvantagem, os dragões saíram de cena com três jornadas por realizar. Mais atrás, na época 2001/02, quando o Sporting foi campeão, os azuis e brancos ficaram fora das contas do título também a três jogos do fim, com onze pontos de desvantagem para os leões.

Três foi igualmente o número de encontros que deixaram o FC Porto de José Maria Pedroto, em 1976/77, arredado da luta pelo campeonato. Recordar que nesta altura as vitórias valiam apenas dois pontos, pelo que oito pontos de desvantagem foram suficientes para selar este registo.

É preciso recuar até à temporada 1972/73, há 52 anos, com o chileno Fernando Riera no comando técnico, para encontrar um registo pior do que aquele que está à distância de um ponto somado pelo Sporting em Famalicão nesta terça-feira.

A oito jornadas do final de uma época na qual Eusébio foi o melhor marcador da Liga, os azuis e brancos ficaram matematicamente arredados do título a oito (!) jornadas do fim: estavam a 18 pontos e acabaram a 21 pontos e no quarto lugar.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Mais Lidas

Patrocinados