Mourinho sobre Baía: «Espero que tudo se resolva»

26 set 2002, 13:14

Treinador já conversou com o guarda-redes O técnico do F.C. Porto recordou passado comum com o guarda-redes e confirmou que já conversaram na sequência da suspensão.

José Mourinho espera «que tudo se resolva» no processo Baía. O treinador do F.C. Porto abordou nesta quinta-feira a suspensão do guarda-redes, confirmando que conversou ontem com Baía, mas adiantando poucos pormenores mais.

«Não posso comentar, porque recebi instruções do departamento jurídico nesse sentido. As diferentes pessoas envolvidas receberam instruções para não prestar delcarações enquanto o processo estiver a decorrer», explicou Mourinho.

«Temos um passado comum de convivência profissional e até social», recordou ainda Mourinho, evocando o percurso comum com Baía, nomeadamente no Barcelona. Mourinho confirmou ainda que conversou com Baía na manhã de quarta-feira, quando foi conhecida a suspensão do jogador, deixando um sinal positivo: «Tivemos oportunidade de falar e tenho a certeza que vamos voltar a ter oportunidade de falar.»

Depois, secundou as palavras de Pinto da Costa, que se mostrou confiante na resolução do problema com tranquilidade: «Tal como o presidente, também espero que tudo se resolva.»

«Não posso dizer que não aconteceu nada. Aconteceu algo», afirmou ainda, quando questionado sbre os acontecimentos do último domingo, que levaram à instauração de um processo disciplinar ao jogador: «Houve coisas que foram ditas e são verdade, outras mais ou menos e outras são total mentira.»

Questionado por fim sobre o impacto do caso Baía no balneário, Mourinho defendeu que a equipa deu sinais positivos: «Não sou eu que devo pronunciar-me sobre isso. Agora, 24 horas depois de tudo ter acontecido, em Felgueiras os jogadores deram uma resposta ideal.»

Leia ainda:

Patrocinados