Herrera: «Muitas vezes queixei-me de Simeone, mas agora compreendo-o»

19 set 2023, 19:05
Atlético Madrid-Juventus

Antigo jogador do FC Porto recordou relação com o treinador do Atlético Madrid em entrevista à agência EFE

Héctor Herrera, antigo jogador do FC Porto, saiu em defesa do treinador do Atlético Madrid, Diego Simeone, numa entrevista à agência EFE, em que aborda a sua passagem pelos colchoneros, antes de ter saído para os norte-americanos dos Houston Dynamo no final da última época.

O internacional mexicano, agora com 33 anos, chegou ao Atlético Madrid em 2019, depois de seis anos a jogar com camisola do FC Porto, onde chegou a ser capitão, e foi campeão de Espanha em 2020/21.

«Agora, se pensar com mais calma, vejo melhor os bons momentos que passei no Atlético de Madrid. Quando se está lá, talvez se fique cego pela vontade de jogar, jogar e jogar, e de ser protagonista. Sempre me senti importante porque havia um bom grupo de seres-humanos. Gostei muito de estar lá, de treinar, a cidade era ótima para se viver. Além do título que ganhei, as amizades que fiz lá são a coisa mais importante que levo comigo. Havia uma qualidade humana muito boa e isso notava-se em campo», começou por recordar.

Herrera falou, depois, especificamente, de Diego Simeone, garantindo que evoluiu enquanto esteve às ordens do treinador argentino, apesar da sua personalidade difícil.

«Muitas vezes queixei-me do Cholo [alcunha de Simeone], mas agora compreendo-o. Ele dizia que, quando queremos jogar, queixamo-nos de tudo, reclamamos sobre tudo. Agora guardo tudo o que me disse e nos ensinou sobre a sua forma de jogar, que muitos podem gostar e outros nem tanto. Quando lá estive, aprendi muitas coisas que não tinha. Aprendi-as inconscientemente, porque era um hábito diário, e depois ficam connosco. Agora, faço muitas coisas que aprendi lá e que acho que me fazem jogar melhor. A experiência faz com que vejamos as coisas de forma diferente», destacou ainda.

Relacionados

Patrocinados