Energia: Mecanismo ibérico “já permitiu poupar 360 milhões de euros”, diz Costa

ECO - Parceiro CNN Portugal , Mariana Espírito Santo
13 dez 2022, 17:26
António Costa (Lusa/Tiago Petinga)

"É essencial que Portugal e Espanha procedam desde já às negociações necessárias para a extensão da solução ibérica", defende o primeiro-ministro

O primeiro-ministro adianta que o mecanismo ibérico já permitiu poupar 360 milhões de euros “relativamente à despesa que teria existido” sem essa solução, desde 15 de junho até 30 de novembro. António Costa defende assim a necessidade de estender esta solução para além de maio do próximo ano.

“É essencial que Portugal e Espanha procedam desde já às negociações necessárias para a extensão da solução ibérica para depois de maio do próximo ano, que e o que tem permitido mitigar o impacto da subida do preço do gás no preço da eletricidade”, disse o primeiro-ministro no Parlamento no debate preparatório do Conselho da Europa.

Esta necessidade surge numa altura em que se está a avançar com a intenção, a nível europeu, de uma “revisão do mecanismo de fixação no preço de mercado, pondo termo ao regime de fixação marginalista”, explicou Costa. “Hoje, as tecnologias das energias renováveis já estão maduras para que não tenham que ter o apoio desta fixação”, acrescenta.

“É com satisfação que vemos a Comissão Europeia a assumir compromisso de no primeiro trimestre do próximo ano apresentar uma proposta nesse sentido”, indicou, sendo que enquanto a proposta surge e é debatida, Portugal e Espanha devem já avançar com as negociações.

Já em outubro a Comissão Europeia apresentou aos ministros da Energia da União Europeia uma análise sobre uma eventual extensão do mecanismo ibérico ao bloco comunitário, defendendo que não haja mais consumo de gás e avaliando quais os custos. Bruxelas estimava que esta extensão permitiria uma poupança de 13 mil milhões de euros.

Relacionados

Economia

Mais Economia

Mais Lidas

Patrocinados