Doentes são discriminados no acesso a créditos e a seguros

12 dez 2023, 06:34
Dinheiro (Pexels)

REVISTA DE IMPRENSA || Lei do Direito ao Esquecimento não está a ser cumprida

Os portugueses que superam doenças acabam discriminados no acesso a créditos e a seguros, avança o Jornal de Notícias desta terça-feira, que revela que a Lei do Direito ao Esquecimento não está a ser cumprida.

Segundo o jornal, a lei em causa, ainda por regulamentar, foi aprovada há quase dois anos, e desde janeiro de 2022, o regulador já recebeu 21 queixas, seis das quais este ano. 

Os doentes queixam-se de simulações de crédito que são agravadas em 1200% e de seguros de vida que aumentam 200% face a pessoas sem doenças. 

A Lei do Direito ao Esquecimento permite que pessoas que tenham superado ou mitigado doenças graves ou sofram de alguma deficiência tenham acesso ao crédito e a contratos sem discriminação.

País

Mais País

Mais Lidas

Patrocinados