Portugal
50'
0 - 0
Chéquia

PS cai a pique mas ganhava outra vez as eleições: sondagem TVI/CNN Portugal

13 nov 2023, 21:02

A pergunta não questiona o partido em quem os portugueses vão votar mas sim a pessoa que acham que vai ganhar

Mesmo com o país mergulhado numa crise política motivada por uma investigação judicial que fez cair um governo suportado pelo Partido Socialista (PS), era precisamente esse o partido que venceria as eleições caso elas se realizassem já no próximo domingo.

É isso que diz uma sondagem realizada pela Aximage para a TVI e CNN Portugal que inquiriu 504 pessoas, que acabaram por dar uma vitória tangencial aos socialistas.

De acordo com os dados, o PS conseguiria 26% dos votos, ganhando as eleições mas ficando bem longe da maioria absoluta alcançada há menos de dois anos, conseguida com 41,37% dos votos. Pedro Nuno Santos e José Luís Carneiro (na foto) já apresentaram a sua candidatura à liderança do PS.

Quem parece não conseguir capitalizar o momento de turbulência é o PSD, que volta a ficar em segundo lugar - não consegue ir além dos 25%, ficando mesmo atrás dos 27,67% obtidos em 2022.

História bem diferente para o Chega. André Ventura já disse que acredita que o partido pode ultrapassar os sociais-democratas e tornar-se a maior força de oposição. A sondagem indica que isso pode não estar para tão perto assim, mas os 17% atribuídos pelos inquiridos fazem o Chega consolidar a posição como o terceiro partido do sistema político português, com aquilo que seria uma subida de 10 pontos percentuais face a 2022.

Notícias igualmente animadoras para Bloco de Esquerda e Iniciativa Liberal, que conseguem ver as votações crescer. No primeiro caso, e a julgar pela sondagem realizada, há mesmo uma subida de 4,40 pontos percentuais para 8%, enquanto os liberais sobem de 4,91% para 6%.

Menos boa é a prestação da CDU, que desce dos já curtos 4,30% de 2022 para apenas 3%. Em sentido contrário aparecem Livre ou PAN, que duplicam as votações obtidas em janeiro do ano passado.

Já o CDS, que ficou pela primeira vez de fora do parlamento nas últimas eleições, pode voltar a perder votantes, uma vez que apenas 1% dos inquiridos mostraram vontade de votar no partido de Nuno Melo.

Analisando por regiões, é na Área Metropolitana de Lisboa e no Sul e Ilhas que o PS reúne maior apoio. São 32% e 42%, respetivamente, os inquiridos a optar pelos socialistas, que descem consideravelmente em todas as outras influências geográficas, atingindo um mínimo de 15% na região Centro, onde o PSD tem 33% das preferências dos inquiridos.

Tudo isto numa base em que 79% dos inquiridos disseram que tencionam votar nas próximas eleições legislativas, o que, a transportar para o panorama nacional, consistiria numa taxa de participação excecionalmente alta.

Ficha Técnica

Objetivo do estudo: Sondagem de opinião realizada pela Aximage – Comunicação e Imagem Lda. para a CNN-Portugal, Media Capital sobre temas da atualidade nacional política.

Universo: Indivíduos maiores de 18 anos residentes em Portugal.

Amostra: Amostragem por quotas, obtida a partir de uma matriz cruzando sexo, idade e região (NUTSII), a partir do universo conhecido, reequilibrada por género (2), grupo etário (4) e região (4). A amostra teve 504 entrevistas efetivas; 111 entre os 18 e os 34 anos, 140 entre os 35 e os 49 anos, 131 entre os 50 e os 64 anos e 122 para os 65 e mais anos; Norte 183, Centro 109, Sul e Ilhas 62, Área Metropolitana de Lisboa 150.

Técnica: Aplicação online – CAWI (Computer Assisted Web Interviewing) – de um questionário estruturado a um painel de indivíduos que preenchem as quotas pré-determinadas; O trabalho de campo decorreu entre 10 e 13 de novembro de 2023. Taxa de resposta: 89,84%.

Margem de erro: O erro máximo de amostragem deste estudo, para um intervalo de confiança de 95%, é de + ou - 4,4%.

Responsabilidade do estudo: Aximage – Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Ana Carla Basílio.

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados