Continental vai suprimir 7.150 postos de trabalho na divisão automóvel até 2025

Agência Lusa , MM
7 mar, 12:00
Pneus Continental com materiais reciclados (foto: divulgação)

Multinacional com sede na Alemanha justifica a medida com a situação geopolítica, os custos avaliados em cerca de 1.400 milhões por causa da inflação, os efeitos cambiais e as despesas especiais

O fabricante alemão de pneus e de componentes Continental anunciou esta quinta-feira que vai suprimir 7.150 postos de trabalho a nível mundial na divisão automóvel até 2025, como parte do seu plano de poupança de 400 milhões de euros.

A multinacional, que tem a sua sede em Hanover, na Alemanha, justifica a medida devido à situação geopolítica, aos custos avaliados em cerca de 1.400 milhões por causa da inflação, aos efeitos cambiais e às despesas especiais, que “tiveram um impacto significativo nos resultados”.

A Continental revelou ainda em comunicado que o lucro gerado em 2023 foi 17 vezes superior em relação a 2022, situando-se em 1.159 milhões de euros, suportado pelo crescimento das receitas.

O volume de negócios, por sua vez, aumentou 5,1% em 2023, para 41.420,5 milhões de euros, face a 2022, enquanto o resultado operacional bruto (EBITDA) cresceu 2,8% em termos homólogos, para 4.078,9 milhões de euros.

Por área de negócio, as receitas da empresa no setor automóvel foram 10,8% superiores, situando-se em 20.295,4 milhões de euros, enquanto a venda de pneus teve um aumento de 0,3%, para 13.958 milhões euros.

As vendas da ContiTech, empresa que desenvolve, fabrica e comercializa produtos, sistemas e componentes de borracha, plástico, metal e tecido, e que pertence à Continental, aumentaram 3,7% em 2023, para 6.841,5 milhões euros, lê-se no comunicado.

Empresas

Mais Empresas

Mais Lidas

Patrocinados