Conceição traça o «raio X» do Arsenal e dá a «chave para ganhar o jogo»

André Cruz , Estádio do Dragão, Porto
20 fev, 14:35

Treinador do FC Porto destacou que os ingleses são «competentes» em todos os momentos, mas existem situações a explorar

Sérgio Conceição reconheceu que o jogo com o Arsenal será um dos grandes desafios da época do FC Porto, devido à valia do adversário. Os «gunners», que vêm de cinco vitórias consecutivas e estão na luta pelo título da liga inglesa, mereceram vários elogios por parte do treinador portista.

«É preciso raio X? Toda a gente conhece o Arsenal e as equipas dos grandes campeonatos da Europa, nomeadamente um dos mais competitivos, como o inglês. É uma equipa com grande qualidade, um treinador que está há cinco anos no clube, adquiriu valores individuais de qualidade e tem organização coletiva. É capaz, competente e forte em todos os momentos do jogo. E está no top-3 de valor de mercado. Isso diz do poderio, mas estamos perante duas equipas com "pedigree" europeu, temos a nossa história, somos o FC Porto, estamos habituados a esta competição. A história não joga, temos de preparar bem o jogo, como em todos», afirmou Conceição aos jornalistas.

O treinador do FC Porto reconheceu que a equipa terá de apresentar «nuances diferentes».

«Olhamos para uma equipa fortíssima nos diferentes momentos, com capacidade e qualidade técnica e talento no sexto momento [bolas paradas] que, num determinado momento do jogo, pode resolver. Também temos qualidade e talento. É uma das equipas que mais posse de bola tem na liga inglesa, sabe acelerar o jogo como ninguém, com alas profundos, que criam dificuldades no um para um, tem médios com capacidade de infiltrar, apresenta-se muito no último terço e faz com que o jogo seja diferente do que encontramos nas competições internas», admitiu.

Conceição apontou ainda que o único resultado positivo será ganhar ao Arsenal esta quarta-feira e explicou como é que o FC Porto pode ferir os londrinos.

«A história do jogo tem a ver com esse poderio e situações que advêm da forma de estar ofensiva do Arsenal, que permite que, depois de recuperar a bola, exploremos o que trabalhamos para sermos felizes. Temos de ser uma equipa muito competente, perceber que a coesão e solidez defensiva vai ser a chave para ganhar o jogo», salientou.

«Não podemos fugir ao que somos como equipa, há nuances a ser trabalhadas em função da qualidade do adversário. São fortes também nos esquemas táticos, têm muitos golos marcados e também alguns sofridos em cantos e livres laterais. A preparação não é diferente, mas aqui há muito material e conteúdo, a sessão de vídeos é mais alongada, mas o treino de campo é o mesmo. Vamos fazer mais um treino de manhã porque há situações diferentes a trabalhar comparativamente à nossa liga», acrescentou.

O técnico azul e branco garantiu que, apesar dos «ajustes», o FC Porto não vai fugir ao seu ADN. «Quando se diz que só temos nos preocupar com a nossa equipa, é tanga. Temos de nos preocupar com a nossa equipa, em função do adversário.»

O Estádio do Dragão recebe a partida da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões esta quarta-feira, às 20h00. Siga o FC Porto-Arsenal em direto na TVI e no AO MINUTO do Maisfutebol.

Relacionados

Champions

Mais Champions

Mais Lidas

Patrocinados