Conceição: «Foi talvez a melhor primeira parte contra o Liverpool»

24 nov, 22:41
Pepe e Sérgio Conceição no Liverpool-FC Porto (Jon Super/AP)
Pepe e Sérgio Conceição no Liverpool-FC Porto (Jon Super/AP)

Treinador do FC Porto lamenta a falta de eficácia da equipa azul e branca

PUB

Declarações do treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, à ElevenSports, após a derrota por 2-0 ante o Liverpool, na quinta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões:

«[Foi] a falta de eficácia ofensiva e a grande qualidade individual do adversário. Foi talvez a melhor primeira parte contra esta equipa [Liverpool] e já jogámos várias vezes contra este Liverpool.»

PUB

«Criámos três a quatro ocasiões claras, eles tiveram uma situação mais complicada para nós, no momento em que o Pepe está a ser substituído. Defensivamente, fomos uma equipa perigosa, principalmente na primeira parte. Iniciámos bem a segunda, os primeiros dez minutos são muito bons, criámos a situação para fazer o golo pelo Matheus [Uribe]. Não conseguimos e, depois, numa falta que deixa muitas dúvidas, não pareceu falta – até pareceu mas para nós – um remate fantástico do Thiago [Alcântara]. O segundo, num lance individual do Salah e é isto o resumo.»

[Se sai mais satisfeito com este jogo do que com o jogo em casa com o Liverpool:] «Não há a mínima dúvida.»

PUB
PUB
PUB

[Contas do apuramento:] «Nós queremos pensar já - e verdadeiramente é a mensagem – é no jogo que vamos ter para o campeonato. Disse que este grupo ia ser decidido na última jornada, porque é um grupo equilibrado, forte. Vimos o Milan ganhar ao Atlético, não me admira, mas é de realçar o que fizemos. Ainda falta um jogo e é um jogo que pode dar acesso aos oitavos, mas temos de realçar essas boas prestações do FC Porto: tanto em Madrid, como em Milão e aqui, criando mais de uma mão cheia de oportunidades. Essa eficácia nem sempre esteve presente e é pena, porque na minha opinião já teríamos o acesso assegurado.»

[Pepe:] «O Pepe é um campeão, sentiu que podia ajudar e podia jogar porque estava em condições nos testes e foi lá para dentro, percebendo e sabendo que teve uma lesão recente e que estava algo fragilizado, mas como quer sempre ajudar, esteve presente. Foi pena não poder fazer o jogo todo e ajudar. O Fábio deu uma resposta positiva, por isso nada a dizer. Realçar o espírito dos jogadores em querer dar o contributo.»

PUB
PUB
PUB

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Champions

Mais Champions