63 migrantes morreram: naufrágio ao largo da costa de Cabo Verde

17 ago 2023, 11:02

Há sobreviventes, incluindo crianças. Mas a maioria das pessoas a bordo morreu

Um naufrágio ao largo da costa de Cabo Verde fez 63 mortos, de acordo com a Organização Internacional de Migrações (OIM). A bordo da embarcação, que partiu do Senegal a 10 de julho, seguiam 101 pessoas.

Até ao momento foram regatadas 38 pessoas - incluindo quatro crianças -, há sete mortos confirmados e 56 desaparecidos - que a OIM deu como considerados mortos, daí as 63 vítimas mortais anunciadas pela organização.

"Ainda não sabemos ao certo as circunstâncias do que aconteceu ao barco, mas ficar encalhado no mar durante um período de tempo tão prolongado apresenta riscos graves, além do afogamento", disse à CNN Internacional o porta-voz da OIM, Safa Msehli, acrescentando que isso inclui o risco de hipotermia e desidratação.

Segundo a Reuters, os sobreviventes foram levados para a ilha do Sal, em Cabo Verde, onde estão a aguardar repatriamento. A maioria das vítimas é senegalesa, mas uma delas é natural da Guiné-Bissau.

A rota migratória do Atlântico é habitualmente usada por migrantes africanos que tentam desta forma chegar às ilhas Canárias ou a outros pontos do território espanhol.

África

Mais África

Mais Lidas

Patrocinados