Polícia morre esfaqueado em possível ataque terrorista em Bruxelas

Agência Lusa , BCE
10 nov, 21:11
Bruxelas, Bélgica (AP Photo)

Órgãos de comunicação social belgas noticiaram que o agressor gritou “Allahu akbar”

Um polícia foi morto por esfaqueamento esta quinta-feira em Bruxelas e as autoridades estão a investigar a possibilidade de se tratar de um ataque terrorista, adiantou fonte judicial belga.

Citada pela Associated Press (AP) a procuradoria federal, dois polícias foram atacados perto de uma estação de comboios no município de Schaerbeek, em Bruxelas, no distrito de Gare du Nord, num ataque ocorrido pelas 19:15 (18:15 em Lisboa).

O segundo agente ficou ferido e foi hospitalizado, enquanto o suspeito do ataque foi “baleado e neutralizado” após o esfaqueamento e também transportado para o hospital, referiu a polícia belga.

“Uma das nossas patrulhas foi atacada por um homem armado com uma faca. Os dois polícias pediram reforços e um oficial de outra patrulha utilizou a sua arma de fogo para neutralizar o agressor”, explicou ainda.

Fonte judicial revelou à AP que “há suspeita de se tratar de um ataque terrorista”, sem acrescentar mais detalhes.

Nesta fase, a investigação está a ser conduzida pelo Ministério Público de Bruxelas e não pela procuradoria federal belga, que tem jurisdição em matéria de crime organizado e terrorismo, adiantou fonte judicial à agência France-Presse (AFP).

Órgãos de comunicação social belgas noticiaram que o agressor gritou “Allahu akbar”, a frase em árabe para “Deus é grande”.

O jornal Le Soir referiu que o polícia morto foi esfaqueado no pescoço e morreu no hospital.

O primeiro-ministro belga, Alexander De Croo, apresentou as condolências à família e amigos do agente morto, através das redes sociais.

“Os nossos polícias arriscam as suas vidas todos os dias para garantir a segurança dos nossos cidadãos. A tragédia de hoje demonstra isso mais uma vez”, sublinhou.

Europa

Mais Europa

Patrocinados