Bósnia recebe estatuto oficial de país candidato à União Europeia

15 dez 2022, 17:29
Bandeira da União Europeia projetada na Biblioteca Nacional de Sarajevo, Bósnia e Herzegovina (Armin Durgut/AP)

País junta-se a outros seis

A Bósnia e Herzegovina recebeu esta quinta-feira o estatuto de país candidato à adesão à União Europeia, informou o Conselho Europeu através do Twitter, acompanhando a notícia com um vídeo do embaixador e representante especial da União Europeia naquele país.

O país situado nos Balcãs junta-se assim a Albânia, Moldova, Macedónia do Norte, Montenegro, Sérvia e Ucrânia como candidato a juntar-se aos 27 países que fazem parte da organização. Na página das instituições europeias aparece ainda a Turquia como um potencial candidato, sendo que esse estatuto ainda não lhe foi atribuído, ao contrário dos outros países.

No caso da Macedónia do Norte, por exemplo, a candidatura foi reconhecida em 2005, estando o país desde então à espera por uma adesão oficial.

“O Conselho Europeu aprova as conclusões do Conselho [de Assuntos Gerais] de 13 de dezembro de 2022 sobre o Alargamento e o Processo de Estabilização e Associação, e concorda em conceder o estatuto de país candidato à Bósnia-Herzegovina”, lê-se nas conclusões adotadas pelos líderes europeus.

O acordo político a 27 havia sido alcançado durante uma reunião dos ministros com o pelouro dos Assuntos Europeus realizada na terça-feira em Bruxelas, seguindo a recomendação favorável da Comissão Europeia de outubro passado.

Constitui a primeira etapa de um longo processo de adesão para este país de cerca de 3,5 milhões de habitantes dos Balcãs Ocidentais.

A Bósnia-Herzegovina tornar-se assim o quinto dos seis países dos Balcãs Ocidentais a obter o estatuto de país candidato à adesão ao bloco comunitário.

O Kosovo, o único que ainda não o obteve, entregou esta quinta-feira o pedido formal de adesão em Praga.

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados