30 anos depois, Volkswagen exclui Vanpro da lista de fornecedores

7 set 2023, 16:30
Edifício da Volkswagen em Zwickau, Alemanha (AP Photo/Jens Meyer,

Nas vésperas de um layoff, que pode chegar a nove semanas, empresa perde o único cliente que tem no Parque Industrial da Autoeuropa e informa trabalhadores que vai ser substituída

O anúncio cai que nem uma bomba no seio da Vanpro, que se prepara para entrar em layoff a partir de segunda-feira. A nota interna, a que a CNN Portugal teve acesso, foi enviada esta quarta-feira aos mais de 400 colaboradores e está assinada pelo diretor-geral, Yannick Leroy. A 100 dias de completar três décadas de parceria com a Volkswagen Autoeuropa, a fornecedora de assentos automóveis foi agora informada pela gigante alemã que perdeu o concurso para o projeto VW386: "Apesar de todos os esforços feitos pela Vanpro e seus acionistas, nos últimos 12 meses, foi nomeado outro fornecedor".

Na comunicação, a Vanpro admite não entender com "clareza" as razões que levaram a VW a tomar esta decisão, mas assegura que a qualidade do serviço não foi uma delas. "Uma coisa é clara, e certa, a decisão não se deveu ao desempenho operacional diário que foi reconhecido formalmente pela VW".

Os postos de trabalho estão, assim, assegurados apenas até janeiro de 2026, data em que termina o contrato de fabrico dos assentos do atual modelo T-Roc, da Volkswagen. A partir daquela data, o futuro dos colaboradores é incerto, havendo no entanto a possibilidade de serem absorvidos pela nova fornecedora de assentos, caso esta venha a fixar-se nas atuais instalações da Vanpro.

No passado, a empresa especializada na produção de assentos automóvel já chegou a não produzir bens para alguns modelos VW. No entanto, esta é a primeira vez que deixa de fornecer, por completo, a fábrica da VW, em Palmela.

A VW não revelou, para já, o nome do novo fornecedor de assentos que deverá tomar o lugar da Vanpro. Quanto à paragem forçada, que poderá chegar no limite a nove semanas, ainda não foram divulgados por este fornecedor os termos em que será aplicado, a partir da próxima semana. Por revelar está também, ainda, o destino dos trabalhadores com vínculo temporário, durante este período.

Relacionados

Empresas

Mais Empresas

Mais Lidas

Patrocinados