"Vai haver imensas mortes evitáveis", avisam Médicos em Luta

28 set, 13:38

Os médicos admitem que a recusa a fazer mais horas extraordinárias pode provocar a morte de doentes por falta de assistência nas urgências.

A caminho do período mais crítico - o inverno - a mantém-se o protesto dos médicos e o caos nos hospitais e centros de saúde será inevitável.

Saúde

Mais Saúde

Mais Vistos

Patrocinados