"Tinha sido baleado na cabeça, mutilado, torturado". Rússia nega ataques contra civis apesar dos relatos

11 abr, 22:55

A Rússia nega ataques contra civis nos locais por onde passaram as suas tropas. Por outro lado, todos os relatos recolhidos nas cidades libertadas, como Bucha, Irpin e Borodyanka descrevem atrocidades semelhantes. 
O Governo ucraniano afirma que neste momento estão a ser investigadas mais de cinco mil suspeitas de crimes de guerra.

Europa

Mais Europa

Patrocinados