"Taira já está em casa", Zelensky anuncia a libertação da médica que filmou o cerco de Mariupol

18 jun, 15:38

"Conseguimos libertar Taira, a paramédica ucraniana Yuliia Paievska, do cativeiro", anunciou o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, agradecendo a todos "os que trabalharam para este resultado". "Taira já está em casa."

A médica tinha sido capturada pelas tropas russas a 16 de março. Antes de ser detida, e durante mais de duas semanas, no meio de grandes esforços, Taira conseguiu gravar 256 gigabytes em imagens. Imagens essas que passou aos jornalistas norte-americanos, que acabaram por conseguir abandonar a cidade num dos últimos comboios humanitários a sair de Mariupol.

Europa

Mais Europa

Patrocinados