Reforço de armas nucleares da NATO: "Não se trata de uma escalada, mas de um ato de enorme prudência"

17 jun, 23:23

O major-general Arnaut Moreira analisa as recentes declarações do secretário-geral da NATO, que está a estudar a possibilidade de colocar em prontidão mais armas nucleares que tem armazenadas como forma de dissuadir a Rússia.

Comentadores

Mais Comentadores

Patrocinados