Pedro Calado renunciou ao cargo "exclusivamente por razões de avaliação política", diz advogado

29 jan, 11:45

Paulo Sá e Cunha garante que o facto de o seu cliente ter abdicado do cargo não deve ter relação com a medida de coação a ser aplicada. O advogado de Pedro Calado esclarece ainda que o autarca do Funchal vai prestar declarações em primeiro interrogatório judicial e que está confiante.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados