"Ou dormes comigo, ou trago mais 20 homens". O relato de uma jovem de 16 anos violada por um soldado russo

29 abr, 10:09

Dasha era uma das jovens que saíram da cave e entraram na sua recém-ocupada aldeia para encontrar comida.

Estavam a esconder-se dos russos, que haviam disparado tiros para o ar, contra carros - e contra pessoas. Mas, quando as crianças ressurgiram à superfície, foram recebidas por dois soldados russos.

Segundo Dasha, de 16 anos, os homens deixaram as crianças entrar na cozinha para comer.

Dasha estava grávida de seis meses mas nem isso a "salvou". Um dos soldados, que de acordo com a jovem estava bêbado, começou a perguntar as idades das crianças e quantos quartos existiam na casa. O que se seguiu é um incidente que os promotores ucranianos dizem ser um crime de guerra.

Europa

Mais Europa

Patrocinados