Falta de médicos e serviços de urgência? "O principal responsável político é António Costa, não é mais ninguém"

14 jun, 20:05

Em análise às recentes notícias que dão conta de falta de especialistas e urgências encerradas nos hospitais, Anselmo Crespo destaca dois pontos. O primeiro passa pela responsabilidade moral do Estado, caso alguém morra por "falta de cuidados de saúde". Já o segundo trata-se do ataque a Marta Temido. "Não digo que não tenha responsabilidades, mas o principal responsável político por aquilo que está a acontecer é António Costa, não é mais ninguém", esclarece o comentador da CNN Portugal. 

Comentadores

Mais Comentadores

Patrocinados