“A ligação com a Rússia é algo de que a Turquia não pode abdicar”

5 nov, 15:54

Isabel David, do ISCSP - Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, analisou a posição turca na guerra e nos pedidos de adesão à NATO por parte da Suécia e da Finlândia.

“A Turquia não vai recuar”, diz a especialista, salientando que “o embaixador turco na Suécia também já disse que até ao final do ano a Turquia não vai fazer essa ratificação”, até porque o país está a poucos meses de ir a eleições e o país acusa tanto a Suécia e a Finlândia de protegerem os combatentes curdos.

Quanto ao papel na invasão da Rússia à Ucrânia, Isabel David destaca a relação do presidente turco com Putin. “Essa ligação com a Rússia é algo de que não pode abdicar”, pois, diz, a Turquia “é dependente em termos energéticos e de cereais” dos russos. A especialista destaca ainda que “há uma parceria entre os dois países do ponto de vista do turismo”.

“A Turquia pode posicionar-se de uma forma em que tenta maximizar todas estas questões”, destaca.

Europa

Mais Europa

Patrocinados