Liga Europa: FC Porto-Lazio, 2-1 (crónica)

Vítor Hugo Alvarenga , Estádio do Dragão, no Porto
17 fev 2022, 21:56

A paella de Toni Martínez serve-se fria

O FC Porto garantiu vantagem perante a Lazio (2-1) na primeira mão do play-off de acesso aos oitavos de final da Liga Europa. Um bis de Toni Martínez (37m e 49m) permitiu a reviravolta portista no Estádio do Dragão, depois Zaccagni (23m) ter colocado a equipa portista em sentido.

Toni Martínez, que caiu a pique no leque de preferências de Sérgio Conceição na presente temporada, justificou a titularidade com dois golos de belo efeito, demonstrando uma eficácia assinalável: em três remates enquadrados com a baliza italiana, festejou por duas vezes e obrigou Strakosha a uma defesa de elevado grau de dificuldade.

A paella do avançado espanhol nascido em Múrcia e moldado em Valência serviu-se fria. Antes e depois do bis de Toni Martínez, a Lazio de Maurizio Sarri demonstrou que tem argumentos pata discutir a eliminatória com o FC Porto. Sem deslumbrar, os dragões cumpriram o objetivo europeu sem perderem de vista o menu principal: o jogo de domingo com o Moreirense, para o campeonato.

«Obviamente que as pessoas estão atentas e vão buscar as minhas declarações pós-mercado. O rever objetivos tem a ver com dar a máxima prioridade ao campeonato.»

Sérgio Conceição evitou aprofundar o tema incómodo, mas admitiu na véspera do encontro que o cenário atual obriga a colocar a Liga em primeiríssimo plano, relegando a segunda divisão europeia para um patamar inferior.

Ordem para gerir 

O onze do FC Porto comprovou essa máxima, abrindo caminho para o descanso de unidades fatigadas como Vitinha, Evanilson ou mesmo Taremi, que esteve ao serviço da sua seleção. Para além de juntar Grujic a Uribe, reforçando o músculo no setor intermediário – uma zona do terreno em que o Sporting foi superior no clássico -, o treinador portista tirou da cartola Toni Martínez, que andava no fundo do baú azul e branco.

Toni Martínez não era titular há mais de dois meses e não marcava há mais de quatro. Porém, quando a Lazio reclamou a vantagem no marcador no Estádio do Dragão, foi o avançado espanhol a apontar o caminho para a cambalhota no marcador.

A Lazio, privada do goleador Ciro Immobile, apresentou o ex-portista Felipe Anderson como falso ponta-de-lança, servindo como ponto de referência para os flanqueadores Pedro Rodríguez e Mattia Zaccagni, italiano que atravessa um grande momento de forma.

Seria precisamente Zaccagni a inaugurar o marcador com um belo toque de calcanhar, depois de ter fugido a Zaidu, na sequência de uma combinação simples entre Luis Alberto e Pedro. Ao minuto 23, os transalpinos aumentavam a intranquilidade portista.

Sem a fluidez habitual no seu jogo, o FC Porto acabou por apostar em demasiada nos passes longos, terminando a primeira parte em desvantagem nesse capítulo, perante um adversário que tratava a bola com delicadeza, sobretudo por intermédio de Luís Alberto e Milinkovic-Savic.

Pode onde andavas, Toni?

Embora tenha sido em esforço, os dragões justificaram o golo do empate ainda antes do intervalo (37m). Após um cruzamento de João Mário na direita, Toni Martínez fugiu à marcação e cabeceou para o poste mais distante. Um golaço do avançado espanhol.

Sérgio Conceição não estava satisfeito, ainda assim, e fez duas substituições no reatamento do encontro. A saída de Fábio Vieira, porém, pode estar igualmente associada a uma gestão de esforço. Vitinha e Galeno substituíram Grujic e Fábio Vieira. Porém, seriam os mesmos protagonistas a completar a reviravolta.

Ao minuto 49, João Mário cruzou a meia altura na direita e Toni Martínez antecipou-se novamente aos centrais para desviar com o pé direito para o fundo da baliza (a bola desviou ainda em Luiz Felipe antes de seguir para a baliza). O espanhol tinha quatro golos na presente temporada, não marcava desde 15 de outubro de 2021 e bisou em menos de uma hora de jogo.

Toni Martínez esteve perto do hat-trick antes de sair e Evanilson, que entrou para o seu lugar, também ameaçou picar o ponto. Porém, os dragões contentaram-se com a diferença mínima no marcador, perante uma Lazio que voltou a ameaçar na reta final do encontro e provou que os dragões terão imenso trabalho em Roma.

O resultado não é brilhante mas permite encarar o segundo da segunda mão com uma vantagem. Agora, olhos postos em Moreira de Cónegos.

Relacionados

Mais Lidas

Patrocinados