Portugal
Finalizado
2 - 1
Chéquia

Neemias Queta: «Em dois meses cresci oito centímetros»

10 jan, 16:52
Neemias Queta (AP Photo/Erik Verduzco)

Jogador de basquetebol assume que sente grande responsabilidade por ser o primeiro português na NBA

Neemias Queta é o primeiro português de sempre a jogar na NBA, naquele que é o maior palco do mundo de basquetebol, o campeonato norte-americano. Esta época, ao serviço dos Boston Celtics, o poste luso tem tido várias oportunidades de somar minutos.

Em conversa com o podcast do clube, o ‘View from the Rafters’, o português contou um pouco sobre a sua história, alguns momentos caricatos e o facto de ser o primeiro português na NBA, vindo de um país que não tem muita tradição no basquetebol.

«Significa muito para mim. Eu represento muitas pessoas, os portugueses, a minha família, os meus amigos e tento fazer o meu melhor para deixar todos orgulhosos. Fico feliz por ser a pessoa que os representa», começou por dizer o jogador de 24 anos, natural do Barreiro.

«Eu comecei a jogar por volta dos 10 anos, a minha irmã mais velha jogava basquetebol e um dia eu fui e percebi que havia uma equipa para rapazes. Eu também era muito alto na altura, deveria ter mais um palmo do que toda a gente e isso fez com que me destacasse. A partir daí, (o basquetebol) tornou-se um bichinho que nunca parou de crescer», revelou.

O poste do Celtics voltou ainda a falar sobre a ligação ao futebol antes de se focar no basquetebol: «Definitivamente, antes do basquetebol aparecer, joguei muito futebol. É apenas algo natural em Portugal, jogamos na escola, metemos duas mochilas no chão a fazer de postes e começamos a jogar. É uma daquelas coisas que 'nasce' connosco», afirmou quando questionado sobre a cultura do futebol em Portugal.

Por fim, Neemias revelou um pormenor insólito que viveu quando era adolescente, na altura a passar férias em França, que o permitiu melhorar no que toca a bloquear lançamentos.

«Eu tinha 16 anos e fui para França passar férias durante cerca de dois meses. Quando voltei estava oito centímetros mais alto. Os meus amigos não queriam acreditar e diziam que não era a mesma pessoa», disse ele rindo.

Relacionados

Patrocinados