Mais de 20 voos de e para o aeroporto da Madeira cancelados devido a vento forte

Agência Lusa , AM
25 jun 2023, 12:17
Aeroporto da Madeira

 

 

Vento forte também motivou um aviso da capitania do porto do Funchal para a orla marítima da Madeira

Pelo menos 21 voos de e para o aeroporto da Madeira foram cancelados e cinco divergiram, até às 11:30 deste domingo, devido ao vento forte.

De acordo com o site da empresa gestora do Aeroporto Internacional da Madeira - Cristiano Ronaldo, todos os voos programados da companhia aérea easyjet foram cancelados até ao final do dia.

A easyjet tinha para previstas ligações provenientes de Lisboa, Porto e Gatwick (Londres) e voos programados para os mesmos destinos.

No total, estão cancelados 12 voos, das companhias easyjet, TAP (origem Lisboa) e Ryanair (Porto).

Quanto às chegadas, além dos voos da easyjet, estão também canceladas as ligações da TAP para Lisboa e Porto e da Azores Airlines para Ponta Delgada (Açores).

Foram também divergidos, até às 11:30, cinco voos: dois da Transavia (Orly - Paris e Amesterdão), um da Jet2.com, de Leeds (Reino Unido), um da Ryanair (Porto) e um da British Airways (Heathrow - Londres).

O vento forte também motivou um aviso da capitania do porto do Funchal para a orla marítima da Madeira, com base nas previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), e que está em vigor até às 06:00 horas de segunda-feira.

Segundo o IPMA, na orla marítima deste arquipélago, que está sob aviso amarelo devido a uma ‘onda de calor’ com temperaturas que podem ascender aos 35 graus centígrados, o vento será de norte/nordeste “fresco a muito fresco, por vezes forte a partir da tarde”.

As ondas vão ser até 2,5 metros na costa norte e inferiores, de um metro na parte sul, passando a ser de sudeste até 1,5 metros, e haverá boa visibilidade no mar.

“Recomenda-se aos proprietários e armadores das embarcações que adotem as devidas precauções por forma a garantirem a segurança das mesmas”, lê-se na informação divulgada pela autoridade marítima regional.

No sábado, o Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira alertou para “uma ‘vaga de calor’, com a duração de quatro a cinco dias no arquipélago da Madeira, mais acentuada nas zonas costeiras e nas cotas intermédias da costa sul”.

O IPMA colocou as costas norte e sul com aviso amarelo a ilha do Porto Santo para tempo quente a partir das 12:00 de domingo, agravando para laranja (o segundo mais grave numa escala de três) para a parte sul da ilha da Madeira a partir das 12:00 de segunda-feira.

Devido a estas condições meteorológicas, deverá acontecer uma subida gradual da temperatura máxima que vai rondar os 30 graus centígrados em todo o arquipélago da Madeira, em particular nas vertentes voltadas a sul e cotas intermédias a sul, e que pode ascender aos 35 graus.

Também as humidades relativas vão ser baixas, nomeadamente nas terras altas, com valores abaixo dos 30 por cento, adianta.

No Funchal, a temperatura mínima deverá variar entre 21 e 25 graus.

Também referiu que, até segunda-feira, o vento vai ser de moderado a forte (entre os 25 e os 40 quilómetros/hora) de norte ou nordeste, com rajadas até 65 quilómetros nas regiões costeiras e pontualmente até 80 quilómetros (domingo).

A Proteção Civil recomendou à população que evitasse fazer fogueiras e queimadas ou utilizar equipamentos de queima, para prevenir sobretudo a ocorrência de fogos florestais.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Mais Lidas

Patrocinados