Vieira cai em escuta a impor comissão por intermediação fantasma

6 jan, 06:41

Um caso que o procurador considera flagrante diz respeito ao negócio entre a SAD do Benfica e o clube alemão Borussia de Dortmund. A aquisição dos direitos de Julien Weigl geraram 2,5 milhões de euros em comissão. E referem os inspetores tributários que neste negócio a Benfica SAD não teve intermediário na compra do jogador mas que Luís Filipe Vieira indicou Ulisses Santos como alegado beneficiário de uma comissão de intermediação em que não participou.

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados