Hospital de Lisboa avança apesar do risco sísmico

16 abr, 21:40

O Governo decidiu acolher todas as condições impostas pelo Tribunal de Contas para a concessão de visto prévio à parceria público-privada para o novo Hospital de Lisboa Oriental. Os juízes conselheiros impuseram a nomeação de um gestor do contrato, a objetivação dos critérios para a sua eventual prorrogação e a atualização do respetivo valor, entre a adjudicação e a assinatura final.

O Tribunal de Contas esclarece que o visto ainda não foi concedido, ao contrário do que noticiámos com base em fonte governamental. Esta fonte esclarece que o Governo vai cumprir todos os critérios para avançar com a obra, daí considerar que a mesma já tem “luz verde”. 

A comunidade científica, nos últimos meses, lançou um alerta: o hospital deixará de funcionar em caso de sismo forte, devido à falta de isolamento de base.

(Atualizado em 18 de abril)

Governo

Mais Governo

Patrocinados