"Tendo em conta o despacho, é pouco provável" que o Ministério Público tenha hipóteses com o recurso no caso da Madeira

14 fev, 19:36

O ex-presidente da Câmara do Funchal Pedro Calado vai aguardar o julgamento em liberdade. O juiz de instrução decidiu contra as medidas de coação pedidas pelo Ministério Público, no âmbito de um processo que investiga suspeitas de corrupção na Madeira.

O comentador da CNN Portugal Luís Rosa considera que o Ministério Público terá poucas hipóteses no recurso à decisão que coloca os três arguidos em liberdade.

Comentadores

Mais Comentadores

Patrocinados