Rússia tem Mariupol sob controlo. Ucranianos na Azovstal continuarão cercados

21 abr, 13:50

Vladimir Putin deu ordens para que não haja um assalto contra a empresa Azovstal, em Mariupol, onde estão refugiadas milhares de pessoas. Os russos dizem que controlam totalmente o resto da cidade, e por isso o presidente não vê necessidade de lançar um ataque custoso contra o último reduto ucraniano.

A Azovstal vai continuar cercada, de forma a que ninguém possa sair. A Ucrânia diz que está disponível para negociar a retirada de civis e militares dos cerca de dois mil militares e mil civis que permanecem na siderurgia.

Europa

Mais Europa

Patrocinados