Quase metade dos casos que chegam às urgências "podiam ficar em casa"

27 dez 2023, 14:37

Os tempos de espera nas urgências dos principais hospitais do país dispararam nos últimos dias, nomeadamente depois do Natal. 
Em causa está um surto de gripe A, mais difícil de tratar do que a gripe tradicional. Há hospitais onde os tempos de espera para doentes considerados urgentes ultrapassam as 10 horas.

Saúde

Mais Saúde

Mais Vistos

Patrocinados