"Pela primeira vez na pandemia, não há correspondência linear entre infeções, internamentos e óbitos"

23 nov, 10:05

Tiago Correia, especialista do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, diz que não existe neste momento em Portugal uma correspondência linear entre o número de infeções por covid-19, o número de internamentos e de óbitos, devido às elevadas taxas de vacinação. 

Recorrendo ao exemplo de outros países com taxas de vacinação semelhantes à portuguesa, o professor de Saúde Internacional admite que, apesar da subida dos contágios, o número de internamentos e mortes possa estabilizar em breve.

Covid-19

Mais Covid-19