"O ocupante quer deportar e até mobilizar os residentes": novo ultimato de Moscovo a ucranianos em Azovstal

20 abr, 13:59

Mariupol continua cercada pelo exército russo, mas a cidade portuária resiste. Moscovo lançou esta quarta-feira mais um ultimato a Kiev, exigindo a rendição incondicional dos militares barricados nos estaleiros da fábrica Azovstal. Em troca propõe o fim de bombardeamentos e a abertura de corredores humanitários

Europa

Mais Europa

Patrocinados