“Não são pessoas, são animais”. Dor, luto e ódio crescente, será que algum dia os ucranianos vão esquecer?

Jornalista TVI e TVI24.
2 jan, 22:15

A Ucrânia lançou um dos ataques mais devastadores contra o exército russo desde o início da guerra, durante a noite de Ano Novo.

Foram lançados vários mísseis pelo sistema norte-americano HIMARS. O alvo era um conjunto de edifícios que antes da guerra formavam uma escola, mas que albergavam agora centenas de militares russos, na cidade de Makiivka, nos arredores de Donetsk.

A Rússia reconheceu que o ataque provocou 63 mortos. Mas as imagens que circulam nas redes sociais, incluindo de dirigentes pró-russos, permitem suspeitar que o balanço final seja muito mais dramático.

Europa

Mais Europa

Mais Vistos

Patrocinados