Livre propõe penhorar pagamentos pelo petróleo russo. "A ideia é não pagarmos uma semanada a Vladimir Putin"

14 abr, 00:41

O Livre propôs a criação de um sistema que penhore o pagamento devido pelos combustíveis fósseis russos. Na prática, seria criada uma conta, num país considerado neutro, para a qual seriam transferidos os pagamentos, até que a Rússia decidisse retirar as tropas da Ucrânia.

Num cenário otimista, diz o Livre, a Rússia punha fim à invasão e a Europa devolvia todo o dinheiro penhorado. Já num cenário pessimista: terminado o prazo, e se a guerra continuasse, a Europa descontaria o valor penhorado, para que servisse de reparação de guerra. Quanto mais tempo passar até haver paz, menos dinheiro seria devolvido à Rússia.

No CNN Prime Time desta quarta-feira, Rui Tavares disse que tem tido um "feedback bastante positivo dos vários grupos parlamentares". 

"A ideia com esta proposta é não pagarmos uma semanada a Vladimir Putin para ele agredir um país. Estamos a financiar indiretamente o seu esforço de guerra e não é pouco dinheiro", explicou o deputado. 

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados