José Filipe Pinto: Presidente chinês “não telefona a Zelensky porque ele representa a outra parte, a ordem a que ele não quer atender o telefone”

9 abr 2023, 10:39

José Filipe Pinto, politólogo, analisa a sugestão de Lula da Silva, da cedência da Crimeia como primeiro passo para as negociações de paz na Ucrânia. “Lula da Silva é um marxista. E, para muitos marxistas, a Rússia continua a ser a herdeira da União Soviética”, diz. O analista considera que o presidente brasileiro está a procurar afirmar-se como mediador, um papel que considera difícil dado a sua abordagem marxista. O especialista em relações internacionais fala ainda de “quatro ordens mundiais” no direito internacional.

É ainda analisada a importância da China na nova ordem mundial, um papel de liderança que o político avisa que a própria Rússia ainda vai ter de interiorizar. “Xi Jinping não telefona a Zelensky porque representa a outra parte, a ordem a que ele não quer atender o telefone”, diz, numa referência ao presidente americano Joe Biden.

Europa

Mais Europa

Patrocinados