Israel reconhece "erro grave" que causou morte de trabalhadores humanitários, mas os aliados exigem "mais clareza"

Jornalista TVI e TVI24.
6 abr, 14:46

Um coronel e um major foram demitidos, outro oficial foi suspenso, três comandantes foram formalmente repreendidos - mas não chega. Aliados de Israel, como a Austrália ou o Reino Unido exigem muito mais clareza.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados