“Há quem não nos perdoe por dizermos aquilo que dizemos e por denunciarmos aquilo que está por detrás da guerra"

4 set, 23:42

No programa “O Princípio da Incerteza”, João Oliveira, ex-deputado do PCP, analisou as posições do partido sobre a guerra na Ucrânia e, mais recentemente, sobre a morte de Mikhail Gorbatchov, dizendo que a “posição clara” do PCP relativamente à guerra “não tira o enfoque” da “intervenção” do partido, seja sobre questões nacionais ou internacionais, dando como exemplo o conjunto de medidas apresentado este domingo por Jerónimo de Sousa no seu discurso de encerramento da festa do Avante!

“Acho que não é um problema propriamente da mensagem e da forma como comunicamos, mas é do conteúdo do que dizemos e que, utilizando esta expressão popular, há quem não nos perdoe por dizermos aquilo que dizemos e por denunciarmos aquilo que está por detrás da guerra e que pode vir da guerra que está em curso”.

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados