Há mais de um mês que ninguém vê "Maria". Menina de 15 anos que acusa o padrasto de abuso sexual está desaparecida

Jornalista de economia da TVI e TVI24.pt desde outubro de 2013.

Foi Editora da Agência Financeira e comentadora da TVI e TVI24 entre 2006 e 2013, onde alimentava a secção de economia da tvi24.pt e Push by IOL.

Licenciou-se em Comunicação Social, com especialização em Jornalismo pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa.

Realizou estágio na Agência Financeira em 2001, passando a integrar a redação como jornalista no final desse ano. Escreveu sobre empresas, mercados, macroeconomia, impostos e finanças pessoais.

Ao longo dos anos colaborou com várias rádios (Rádio Capital, Rádio Mais, Antena 1, Rádio Clube Português e Rádio Renascença) para comentários de mercados, finanças pessoais e temas económicos.

Colaborou também com os jornais «O Independente» e «Metro», tendo integrado a equipa que fundou o jornal online «Diário Financeiro», que chegou a editar.
7 nov, 22:56

Há um mês e meio que ninguém sabe de uma adolescente de 15 anos, que estava à guarda do Estado, numa instituição para onde foi enviada pela própria mãe. A jovem não vai às aulas desde o final de setembro, quando desapareceu do Instituto Madre Matilde, da Póvoa de Varzim. 

Tudo aponta para que a adolescente esteja em risco, porque as autoridades desconfiam que a menor esteja em contacto direto com o padrasto, que está a ser investigado por suspeitas de abuso sexual. Certo é que o desaparecimento da menor interrompeu a avaliação das perícias feitas à jovem após ter relatado que era alvo de abusos. 

País

Mais País

Patrocinados