Explosão na Polónia: entre as reações agitadas, sobressaiu a cautela de Joe Biden

Jornalista na secção de Internacional da TVI desde Novembro de 2012. Trabalhou na tvi24.pt e na editoria Newsdesk da estação desde a abertura do canal. Esteve no jornal electrónico Portugal Diário de 2006 a 2009, depois de dois anos e meio no jornal Público, onde estagiou e foi jornalista nas secções Público.pt e Desporto. Em 2008, ganhou o primeiro prémio em Videojornalismo do Observatório de Ciberjornalismo da Universidade do Porto, com o repórter de imagem Paulo Sampaio. Frequentou o curso de Teologia na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, entre 1996 e 1999. Em 2004, licenciou-se na mesma universidade em Comunicação Social e Cultural.



16 nov, 21:21

Mesmo sem certezas de onde partiu o míssil, a NATO diz que a culpa é, em última análise, de Moscovo e não de Kiev, porque foi a Rússia que invadiu a Ucrânia e continua com a guerra.

O incidente foi recebido com extrema preocupação por parte dos aliados, mas acabou por saltar à vista a cautela diplomática com que foi tratado pelo presidente dos Estados Unidos.

Europa

Mais Europa

Patrocinados