"Estamos numa espiral inflacionista, mas tudo depende de quanto durar". A análise de Constança Urbano de Sousa

15 abr, 00:07

Constança Urbano de Sousa acredita que, se as previsões estiverem certas em relação à inflação, "em 2023 vamos começar a aproximar-nos dos níveis que conhecemos". Nesse caso, considera um "problema temporário" que poderá ser naturalmente enfrentado. A antiga ministra da Administração Interna explica que tudo dependerá de muitas variáveis impossíveis de dominar. 

Economia

Mais Economia

Patrocinados