Em apenas 10 dias de julho morreram mais 1.000 pessoas do que o habitual para esta altura do ano

1 ago, 16:08

A mais recente onda de calor em Portugal provocou mais de 1.000 mortos do que o esperado - e isto em apenas dez dias do mês de julho, quando se registou o pico do calor.

Entre as principais vítimas estão os idosos. Especialistas apelam à climatização de lares e unidades de cuidados continuados.

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados